Certificados de aforro e do tesouro já subscritos não verão taxas de juro alteradas

“O ajustamento das taxas de juro é para a frente. Todos os actuais detentores de certificados não são afectados nas suas taxas.” Segundo anunciado publicamente pela secretária de estado do tesouro, as taxas de juros das duas aplicações em dívida pública que se encontram disponíveis para subscrição direta pelos pequenos aforradores irão ver as respetivas taxas de juro revistas em baixa a partir de fevereiro de 2015. No caso dos certificados do tesouro poupança mais será a primeira revisão desde que foram instituídos em finais de outubro de 2013.

Fonte: http://economiafinancas.com/

%d bloggers like this: