Cálculo das novas pensões da CGA deve ser igual ao da Segurança Social

O PS defende que a Caixa Geral de Aposentações (CGA), que paga as reformas dos funcionários públicos, deve seguir as mesmas regras que o regime geral da Segurança Social, mas só para os futuros pensionistas.

No documento com as repostas enviadas às questões colocadas pelo PSD sobre o cenário macroeconómico apresentado pelo PS, os economistas sublinham que a convergência dos dois regimes aprovada em 2007 e reformulada pelo actual Governo “introduziu divergências” em particular nos trabalhadores com salário mais baixos.

“A convergência só pode significar uma verdadeira unificação das condições de cálculo das pensões para todos os novos pensionistas seguindo o modelo em vigor para o RGSS [Regime Geral da Segurança Social]”, lê-se no documento.

Para o PS, “esta unificação é tecnicamente possível e socialmente justa não existindo razões sérias para a sua concretização”.

Porém, o impacto económico e financeiro desta medida não está incluído no relatório apresentado pelo grupo de economistas que elaboraram o cenário macro para o PS.

O PSD também questionou o PS sobre a necessidade de reavaliar o factor de sustentabilidade nas pensões. Os economistas respondem que o factor, criado em 2016, deve agora reflectir “de forma mais precisa e justa a evolução demográfica, nomeadamente o efeito produzido pela recente quebra brutal da natalidade”.

 

Fonte: http://economico.sapo.pt/

%d bloggers like this: