A contabilidade dos pequeninos

Cada vez mais se fala na importância da contabilidade e de uma saudável gestão das nossas próprias finanças, quais as melhores medidas a tomar, onde devemos poupar, e até como fazê-lo.

     Tem assumido um papel relevante em conversas de circunstância, pois todos de uma forma ou de outra, procuramos “o milagre” que salve a nossa conta bancária, que a tire do incessante vermelho, que teima em não mudar de cor.

     Penso que tudo poderá passar pela aprendizagem, e que melhor lugar haverá do que a escola, para se começar a lidar com o tema!? Afinal é de “pequenino que se torce o pepino”!

     Se se optar por introduzir este tema nas nossas crianças, claro que adaptado a cada faixa etária, num longo prazo teremos uma população instruída e capaz de gerir de forma correta as suas finanças pessoais.

     É possível notar, que muitos dos comportamentos que os pais têm, são influenciados pelos filhos, desde uma alimentação saudável, à prática do exercício, e neste caso, estando os pequenos sensibilizados, poderão ensinar os pais a serem mais comedidos nas suas despesas, alertando para sugestões, como as que aprenderam naquele dia, ou até para técnicas de poupança sugeridas pela professora.

     Poderemos ser muitas vezes influenciados por modas e comportamentos, mas e que tal tentarmos “pegar a moda” das finanças equilibradas!?

 

Fonte: Bruna Menezes