Ética e imobiliário

Desde o início deste blogue temos vindo a afirmar que a avaliação imobiliária tem normas que devem ser seguidas, quer sejam de carácter obrigatório ou facultativo.

Recordamos, por exemplo, os artigos sobre as normas internacionais de avaliação ou ainda sobre medições:

https://avaliarpatrimonio.blogspot.pt/2014/07/regras.html

https://avaliarpatrimonio.blogspot.pt/2017/08/pressupostos-especiais-nas-evs.html

https://avaliarpatrimonio.blogspot.pt/2017/04/areas.html

No campo da ética para o imobiliário, foi criada por 120 associações profissionais relacionadas com o setor a “International Ethics Standards  Coalition” (https://ies-coalition.org/), suportada ainda por diversas entidades governamentais, académicas e empresariais.

Esta organização produziu um documento, intitulado “The International Ethics Standards”, um conjunto de princípios éticos que servirão como referência para garantir segurança e transparência no mercado, levando a condições que estimulem investimento e crescimento.

São dez os princípios éticos enunciados: responsabilidade, confidencialidade, conflitos de interesses, responsabilidade financeira, integridade, legalidade, reflexão, padrão de serviço, transparência e confiança.

É ainda de destacar que a reunião inicial que impulsionou a constituição desta organização teve lugar na sede da Organização das Nações Unidas, em Nova Iorque e que pela primeira vez é criado, um conjunto global de princípios éticos de alto nível comum a todas as áreas do imobiliário, como, por exemplo, áreas de desenvolvimento urbano, construções e infraestruturas.

Aconselhamos vivamente a leitura!

Fonte: Avaliar Património

%d bloggers like this: